Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Do Carácter.

Há vários tipos de pessoas neste mundo, entre as quais encontramos as ingénuas e as que têm  duas caras. As pessoas ingénuas são, em regra geral, sonhadoras, sem maldade, frágeis, sensíveis, carentes e acreditam nos outros.

 

Já as que têm duas caras, são ambíguas, falsas, dissimuladas, têm ar de quem não faz mal a uma mosca, aliam-se áqueles cujo carácter se apresenta duvidoso, procuram descobrir as fragilidades de terceiros para depois os manipularem e usarem em proveito próprio.

 

Um dia destes, estava eu a trabalhar muito sossegadinha e começo a assistir, incrédula, a uma cena completamente inesperada (pelo menos para mim). Foi a primeira vez que vi a "estrela" a distribuir o seu brilho - digamos assim em vez de "atirar-se"- para cima da pessoa ingénua.

Creio que o meu queixo nessa altura me chegou aos pés. Eu estava a assistir uma cena surreal e nojenta. Recusei-me a continuar a testemunhar aquilo, até porque me estava a sentir deslocada, e saí dali. Eu estava deveras espantada ao ver ocomportamento da estrela. Com o comportamento da pessoa ingénua não fiquei, compreendi.

Não comentei o que vi com ninguém. Apenas fiquei desperta para o que eu não tinha visto até ali.

 

Passou-se algum tempo e mais algumas ocasiões em que estivémos todos juntos. E eu continuei a ver aquele distribuir de brilho para cima da pessoa ingénua... e não só! Eu já sabia que o arrogante se babava por loiras falsas mas daquela maneira, não! E é tão falso quanto ela: à frente da esposa mostra-se um "menino comportadinho" mas assim que se encontra à solta, é um garanhão. Mas dali eu espero tudo.

 

Não tenho nada a ver com o que a estrela faz, com o facto de ela lançar charme para cima dos homens todos para eles ficarem a babar por ela. Isso só diz respeito a ela e ao... marido! Ah pois é...

Mas que acho injustíssimo o que ela está a fazer à pessoa ingénua, acho. Ela não tem o direito de usar e abusar dessa pessoa, dos seus sentimentos e da sua demasiada boa vontade. A estrela não quer nada com ela a não ser subjugá-la às suas vontades, fazer mais uma conquista masculina e ela aceita isto porque é ingénua e está "perdidamente apaixonada", confidenciou. E a estrela já percebeu isso perfeitamente e acho que se ela tivesse a mínima consideração por ele, afastava-se para não o fazer sofrer. 

 

Não estou a fazer nenhum julgamento e nem a meter o nariz onde não sou chamada, estou apenas a manifestar aquilo que sinto pelo que vi.

Um bocadinho de sinceridade e respeito pelo outro nunca fez mal a ninguém. Mas parece-me que, neste caso, alguém desconhece o conceito sde "sinceridade" e "respeito".

*Post #2 de esclarecimento ao post "Confirma-se".

Coisas da Paixão

 

Saio da aula de uma turma e dirijo-me à porta de outra sala para mais uma sessão. Encontro a L. com um ar muito enigmático e sonhador encostado à porta. Nada típico do comportamento esfusiante e saltitante dela.

 

- Olá L.!

 

- Ai teacher… estou tão apaixonada pelo Billy dos Tokio Hotel… (inclina a cabeça para o lado e rodopia sobre si mesma) Como não tinha nada para fazer, estava a beijar a porta!

 

- Hã?! A beijar a porta?! (digo-lhe conforme abro a porta e entramos na sala) Esta miúda perdeu uns parafusos! (finjo que lhe aparafuso qualquer coisa na cabeça).

 

- É verdade!

 

- E os teus pais sabem disto?

 

- A minha mãe até já me apanhou a beijar a almofada…!

 

- Ó L., tu não tens idade para estas coisas… (penso nesta pirralha de 7 anos e a fazer já projecções para quando ela tiver 14 ou 15 anos e a imaginá-la punk ou gótica ou algo do género)

 

- Tenho sim!!! (diz ela com toda a convicção do mundo!)

 

-  (e com esta calou-me!)

 

Para Pensar e Comentar.

 

Todos aqueles que me visitam já devem ter lido algumas vezes nos meus posts uma das frases que muitas vezes profiro: as relações humanas são muito complicadas.

E são-no, efectivamente. Cada vez mais constato isso.

 

Depois de uma conversa sobre vários tipos de relacionamentos, ficaram a bailar-me algumas coisas na cabeça.

 

É certo que ninguém tem a fórmula certa para um relacionamento perfeito – e até que ponto um relacionamento perfeito, não seria terrivelmente aborrecido? – mas existem atitudes e comportamentos que podem levar um relacionamento a bom porto.

 

E o busílis da questão é o seguinte:

Num relacionamento, deve viver-se apenas um para o outro?

(Ter apenas olhos um para o outro, colocando amigos e família num plano muito afastado? Basear a relação em “eu sou tua e tu és meu” e não nos interessa e nem precisamos do resto do mundo?)

 

Num relacionamento, deve cada um viver a sua vida, vivendo uma vida conjunta?

(Cada um tem liberdade para fazer o que quiser, respeitando o relacionamento mas não se fechando dentro dele, mas caminhando os dois lado a lado para um futuro conjunto?)

 

Vamos lá a puxar pelos neurónios e a partilhar comigo qual é a vossa opinião sobre este assunto.

 

 

Um Dia Especial...

Hoje foi um dia especial. Fiz mais um ano de namoro. Completei aquele número cuja simbologia é tão fascinante. Simbolicamente é o número da vida, da renovação, da perfeição. Já adivinharam qual é?

 

E é isto mesmo que tem vindo a acontecer na minha vida: uma tentativa de renovação para atingir a perfeição do que já existe. E tentar melhorar sempre o que já se tem para se passar à etapa seguinte. Afinal a vida é feita de ciclos que se completam para suceder a outros. Faz parte da evolução da vida e do ser humano.

 

Já havia algum tempo que este dia tão especial, estava relegado para segundo plano. Umas vezes por ausência, outras por desleixo e outras ainda por situações imperativas. Mas hoje foi diferente.

 

Comemorámo-lo a três e à nossa maneira. Até tive direito a uma tratamento de pés especial. Para terminar, fomos jantar fora. Fomos experimentar um local diferente e que não conhecíamos. Não nos esticamos na bebida, comemos bebida saudável e não houve doces para ninguém… à excepção de uns chocolatinhos que tínhamos aqui em casa, pronto, admito! E uns beijinhos… bolas! Não se pode omitir nada…

 

(Agora só pra ti N.: Esperemos que estes teus beijinhos se prolonguem por muitos anos, nino adoradinho! I U)

 

Não Te Quero...

 

 

 

 

Pablo Neruda

 

Não te quero senão porque te quero

e de querer-te a não querer-te chego

e de esperar-te quando não te espero

passa meu coração do frio ao fogo.

 

 

Quero-te apenas porque a ti eu quero,

a ti odeio sem fim e, odiando-te, te suplico,

e a medida do meu amor viajante

é não ver-te e amar-te como um cego.

 

 

Consumirás talvez a lua de Janeiro,

o seu raio cruel, meu coração inteiro,

roubando-me a chave do sossego.

 

 

Nesta história apenas eu morro

e morrerei de amor porque te quero,

porque te quero, amor, a sangue e fogo.

  

 

 

Alquimias do Desejo

                                 

De uma esperança vã, o teu amor por mim nasceu,

Invadiste o meu coração com o calor da tua alma,

O meu corpo com o teu, numa fusão forjada de paixão

Temperaste a minha boca com os teus beijos salgados,

Deixaste em mim, vazio, frio, e o teu perfume quanto partiste.

Tenho saudades tuas, das palavras que me dizias,

Das frases inacabadas pela cumplicidade

Da tua gargalhada nos momentos mais felizes

 

O meu coração por ti grita, numa ânsia de reencontro,

Como se uma parte de mim se tivesse evadido…….

Lágrimas banharam os meus olhos, beijaram o meu rosto,

Percorreram toda a minha pele, ficaram com o meu cheiro, calor, desejo, vontade de te ter…

Uma a uma formaram, uma corrente apenas para te trazer até mim, meu amor perdido.

E assim jamais voltar a chorar, a tristeza de estares longe!

 

Parabéns, Meu Amor!

                                

Faz hoje alguns aninhos que o meu mais que tudo nasceu.

Pensei e repensei neste dia e no quanto gostaria que ele o passasse de uma forma muito feliz.

Também pensei na melhor maneira de lhe transmitir o quanto lhe quero bem…

Imaginei uma linda mensagem de parabéns que acabou por ficar gravada num postal na minha mente.

Queria dizer-lhe o quanto ele é maravilhoso, quanto o aprecio e o quanto me sinto bem ao seu lado.

Queria desejar-lhe muitos raios de sol e um campo cheio de girassóis na sua vida. Muitos risos de criança e a tranquilidade de um passeio à beira-mar.

São momentos destes que eu quero viver ao teu lado.

São momentos como estes que eu quero que as dificuldades da tua vida se transformem.

Hoje quero só mais uma coisa: que recebas os meus parabéns repletos do meu amor por ti.

 

Adoro-te!